“A apneia de sono nas mulheres está subdiagnosticada”

Teresa Paiva refere ao iSleep que “há  um preconceito cultural  que faz com que a apneia do sono nas mulheres esteja subdiagnosticada”.

“A apneia do sono é vista como uma ‘coisa de homem’ e as mulheres evitam dizer que ressonam”, acrescenta a neurologista e especialista em medicina do sono.

“À semelhança dos homens, também as mulheres podem ter apneia do sono, ainda que com uma prevalência um pouco menor (1% a 2%) e desenvolvendo-a quando apresentam índices de massa corporal superiores aos dos homens”

“Principalmente depois da menopausa, com o aumento de peso e o envelhecimento, as mulheres  começam a ressonar e as diferenças entre homens e mulheres na incidência da apneia do sono esbatem-se”, refere Teresa Paiva .

“Tanto o ressonar como as apneias do sono nas mulheres têm maiores riscos cardiovasculares”, segundo a especialista em medicina do sono.

You must be logged in to post a comment