“Após o jantar não mexo em computadores e evito o telemóvel”

Manuela Arcanjo, ex-ministra da Saúde, professora universitária, diz ao iSleep que  “o descanso nocturno , o dormir um número adequado de horas, é essencial”.

“Deve atender-se, porém, às necessidades de cada um em dormir mais ou menos horas para se sentir bem”, acrescenta.

Que hábitos de sono  tem Manuela Arcanjo?

“Deito-me normalmente a horas regulares, pouco  depois da meia noite e levanto-me pouco depois das sete horas”.

Manuela Arcanjo tem também outras regras de higiene do sono.

“Após o jantar não mexo em computadores e evito o telemóvel por causa das luzes que emitem e podem prejudicar o sono”

Como economista conhece estudos sobre a correlação entre a privação do sono e a falta de produtividade?

“Não conheço mas admito que os haja em teses de mestrado ou doutoramento”.

O que acha dos líderes políticos que dormem pouco, como Marcelo Rebelo de Sousa,  Emanuel Macron, Donald Trump? Preocupa-a em termos da decisão política?

“Não considero benéfico que por regra uma pessoa durma três ou quatro horas por noite durante muito  tempo, mas há sempre excepções do ritmo biológico de cada  um que têm de ser consideradas.”

 

You must be logged in to post a comment