“As distrações são fundamentais para dormir bem”

Teresa Paiva deu este mês uma conferência no Festival Literário Internacional de Óbidos (FOLIO), sobre “O Sono e o Sonho como formas de lazer e antecâmaras da criatividade” perante uma plateia de várias dezenas de pessoas.

A médica neurologista e especialista em medicina do sono referiu que “há uma relação entre o bem estar, a felicidade e o sono.”

“As distrações são fundamentais para dormir bem e o excesso de trabalho e as preocupações afectam e reduzem o sono”, referiu. “A privação de sono não beneficia o lazer”, concluiu.

Mas se a ausência de lazer é um problema para o sono, o lazer em excesso também o é.

“Os lazeres excessivos ou fora de horas também são prejudiciais para o sono”, disse a especialista em medicina do sono.

Teresa Paiva enumerou em seguida os riscos da privação do sono.

Há estudos que indicam que a privação do sono “provoca lapsos de atenção, lentificação de reacções e lentificação da memória, redução do output cognitivo e humor depressivo”.

A especialista em medicina do sono falou também da dificuldade em retomar o sono (DRS), uma perturbação cada vez mais frequente na clínica do sono de adultos e adolescentes:

“Há estudos que provam que a DRS causa menor capacidade intelectual, menor capacidade em funções executivas e piores resultados académicos em crianças e adolescentes”, referiu Teresa Paiva.

“Também causa alterações do humor, da atenção, da memória, das funções executivas e vigilidade em adultos”, acrescentou.

“Por sua vez, há dados que sugerem que os doentes com dificuldades em retomar o sono  com mais de 15 anos têm sonhos emocionalmente mais negativos”, concluiu.

 

 

You must be logged in to post a comment