Avaliação emocional e cognitiva de tripulações de linhas aéreas

 

 

Billy Wilt

Foto: Billy Wilt

 

Uma equipa multidisciplinar de especialistas do sono e bio-engenharia, liderada pela Professora Teresa Paiva do CENC e pelo Professor João Sanches do IST está a desenvolver um projecto para criar uma aplicação tecnológica com vista à monitorização  e avaliação do estado de prontidão operacional das tripulações de linhas aéreas comerciais de passageiros e carga para efeitos de segurança e planeamento.

A quantificação da atenção, da sonolência, da fadiga ou dos níveis de stress é fundamental em trabalhadores envolvidos em tarefas de risco como sejam os pilotos, condutores profissionais, controladores de tráfego aéreo ou operadores de maquinaria pesada, tais como operadores de gruas ou empilhadores. A caracterização rigorosa do estado de prontidão destes profissionais para as tarefas em que estão envolvidos assim como do seu estado emocional  (depressão, ansiedade, exaustão, negação, revolta, etc) são essenciais, tanto por questões de segurança como por questões de planeamento e gestão  e de rentabilidade.

A avaliação dos estados emocionais tem sido tradicionalmente feita em termos clínicos e a partir de informação obtida de questionários e testes psicológicos.

Com o desenvolvimento recente dos sistemas  portáveis de aquisição e processamento de dados e sinais, designadamente smartphones e tablets, passou a ser possível adquirir e processar em tempo real outro tipo de informação, tal como dados fisiológicos, por exemplo electrocardiograma, temperatura e resposta galvânica da pele, e comportamentais, tais como actividade/repouso, mobilidade e stress muscular. Por outro lado a possibilidade de colher marcadores biológicos de forma não invasiva a partir da saliva vem acrescentar novas possibilidades de medida.

Este tipo de dados, muito pouco influenciáveis pelo enviesamento individual, consciente ou inconsciente, podem juntamente com a avaliação psicológica tradicional, agora colectada em formato electrónico, permitir o desenvolvimento de métodos mais fiáveis e rápidos a funcionar em tempo real.

O objectivo deste projecto de investigação é o de desenhar, desenvolver e implementar métodos para caracterizar e quantificar em tempo real estados de atenção, alerta e sonolência a partir de dados fisiológicos, comportamentais e psicológicos obtidos continuamente a partir de um sistema dedicado, não intrusivo e portável. O principal objectivo de aplicação consiste na monitorização e avaliação do estado de prontidão operacional das tripulações de linhas aéreas comerciais de passageiros e carga para efeitos de segurança e de planeamento.

O sistema permitirá obter um perfil psicológico e biológico completo e de longo prazo utilizável no planeamento das escalas e dos períodos de descanso dos pilotos mas também deverá permitir a detecção em tempo real de estados críticos cognitivos, designadamente lentificação, desatenção e sonolência, potenciadores de catástrofe.

Neste contexto, aborda-se, desenvolve-se e caracteriza-se, neste projecto, o conceito de estado cognitivo/emocional generalizado, da equipa, em vez do individuo.  O objectivo é o de monitorizar em simultâneo todos os elementos da tripulação avaliando também a equipa como um todo maximizando assim  a sua performance, numa perspectiva de equilíbrio entre esforço e rendimento.

A equipa que está a desenvolver este projecto é interdisciplinar envolvendo engenheiros biomédicos, psicólogos, biólogos e médicos com extenso trabalho realizado e publicado nesta área. Trata-se de uma parceria entre o Instituto Superior Técnico, a Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa e o Centro de Electroencefalografia e Neurofisiologia Clínica (CENC).

 

João Sanches
Institute for Systems and Robotics
Instituto Superior Técnico, Universidade de Lisboa
Departamento de Bioengenharia

Teresa Paiva
Centro de Electroencefalografia e Neurofisiologica Clínica

Comments are closed.