CENC apresentou dois estudos no Congresso Mundial do Sono

A cronobióloga do Centro de Electroencefalografia e Neurofisiologia Clínica, Cátia Reis, apresentou dois estudos no Congresso do Sono em Vancouver, no Canadá, realizados em colaboração com Teresa Paiva, Dulce Neutel, Richard Staats, Sofia Rebocho, Tathiana Alvarenga, B. Reis e P. Pellegrino. O Congresso mundial realizou-se de 20 a 25 de setembro.   

Um dos estudos sugere que a  sonolência diurna é maior nos  trabalhadores por turnos, superior à da população geral e até à de doentes com perturbações do sono, como insónia e apneia do sono.   

A investigação envolveu uma amostra muito significativa de  1166 indivíduos, dos quais 456 eram pilotos de avião, 297 mecânicos de aeronáutica — ambos os grupos com trabalho por turnos –, 189 doentes com apneia do sono, 86 com insónia e 189 indivíduos representativos da população em geral.

O segundo estudo sugeriu que noctívagos com apneia do sono têm riscos aumentados de acidentes cardiovasculares.

Esta investigação envolveu 16 doentes com apneia do sono, divididos em dois grupos, um com cronotipo tardio e outro com cronotipo normal.  

Ambos os estudos tiveram a participação do Centro de Electroencefalografia e Neurofisiologia Clínica — Dra. Teresa Paiva, entre outras instituições nacionais e estrangeiras.

You must be logged in to post a comment