“É preciso adequar os turnos ao ritmo circadiário de cada trabalhador”

A psiquiatra e especialista em medicina do sono do CENC, Ana Santa Clara, foi oradora numa das mesas-redondas do Fórum RH 2019, que se realizou em abril passado, organizado pelo Instituto de Informação em Recursos Humanos. A mesa-redonda foi subordinada ao tema   “Aumentar a satisfação e o bem estar emocional no local de trabalho. Porque é que a felicidade no trabalho é importante? E o que podemos fazer para a conseguir?”

Ana Santa Clara fez uma intervenção inicial  sobre a importância do sono, do exercício físico e da alimentação equilibrada na qualidade de  vida e saúde mental e física das pessoas. 

Perante uma plateia de gestores de recursos humanos e colaboradores de dezenas empresas, Ana Santa Clara alertou para os malefícios do trabalho por turnos e “quais as escalas que devem ser seguidas para adaptar os horários ao ritmo circadiário endógeno do trabalhador”. “Se o trabalhador for matutino deve fazer turnos nas manhãs, se for vespertino deve fazer turnos nas noites”, referiu a especialista em medicina do sono.

A psiquiatra e especialista em medicina do sono falou ainda das desvantagens  dos open spaces no trabalho face ao ruído gerado, dos perigos do multitask, que aumenta o cansaço, diminui a concentração e potencia os erros, e dos  horários flexíveis, que muitas vezes só beneficiam as empresas e obrigam o trabalhador a estar contactável todas as horas, prejudicando a sua vida pessoal e familiar.

You must be logged in to post a comment