Estudo sueco com 50 mil participantes conclui que quem dorme mais horas vive mais anos

Um estudo que envolveu 43.880 pessoas na Suécia, questionando os seus hábitos de sono ao longo de 13 anos e fazendo o registo de óbito dos participantes, revelou que as pessoas que dormiam regularmente cerca de cinco horas ou menos por noite, incluindo os  fim-de-semana, tinham uma taxa de mortalidade mais alta em comparação com aquelas que dormiam regularmente seis ou sete horas por noite (65% maior taxa de mortalidade).

O estudo, publicado recentemente no Journal of Sleep Research e liderado pelo investigador Torbjörn Åkerstedt, da Universidade de Estocolmo, também revelou que quando os participantes que dormem cinco ou menos horas durante a semana dormiam sete ou oito horas no fim-de-semana, recuperando da sua privação de sono, a sua taxa de mortalidade não diferia da dos participantes  que dormiam sete horas por noite.

A investigação também concluiu que os participantes que dormiam demais, regularmente oito horas ou mais por noite, também tinham uma taxa de mortalidade mais alta do que os participantes que regularmente dormiam seis ou sete horas por noite durante a semana.

 

You must be logged in to post a comment