“Há uma relação directa entre a privação do sono e a violência”

Os problemas de sono, a privação do sono, têm uma relação directa com a violência e a criminalidade.  “Esta relação ficou provada num estudo nacional com adolescentes portugueses”, refere a neurologista e especialista em medicina do sono Teresa Paiva, responsável pelo Centro de Medicina do Sono.

Teresa Paiva falou na semana passada a vários órgãos de comunicação social por ocasião do Dia Europeu da Vítima de Crime que se assinalou a 22 de Fevereiro, referindo que muitas vítimas de crimes também ficam com problemas de insónia graves.

“As vítimas de crime sofrem ou de stress agudo, com manifestações de insónia, flashbacks, irritabilidade, ansiedade, fadiga, dificuldades de memória e concentração, ou de stress pós-traumático, em que as manifestações são ainda mais graves, com insónia complexa, pesadelos graves, depressão e fadiga” refere Teresa Paiva.

“Outras vítimas sentem desrealização, negação, ou sentido de injustiça (porquê a mim?) ou raiva, rancor ou vingança”, acrescenta.

“Também há vítimas passivas, como por exemplo os habitantes de uma zona onde houve um crime, que têm problemas de sono nas noites seguintes. Adormecem mais tarde, disrupções na produção de cortisol, principalmente as crianças, o que aumenta o stress”, diz Teresa Paiva.

Por sua vez, “quem assiste a actos violentos ou acções terroristas tende a ter insónia transitória e inclusão dos conteúdos violentos nos sonhos nos dias subsequentes”, acrescenta.

A relação directa dos problemas do sono com a violência e a criminalidade é um dos temas que será debatido no Congresso Lisbon Sleep Summit – Sleep in Women que decorrerá de 16 a 19 de maio em Lisboa.

Além de “O Sono e a Violência” , o Lisbon Sleep Summit irá dedicar-se a outros temas como por exemplo o sono e os desafios na vida das mulheres e o sono e a maternidade.

O  objectivo é melhorar o conhecimento relacionado com o sono no género feminino, avaliar o impacto de fatores internos e externos no sono das mulheres em qualquer idade e discutir as diferenças entre géneros no âmbito da Medicina do Sono.

Mais informação sobre o Lisbon Sleep Summit está disponível no seguinte endereço electrónico:

http:/www.lisbonsleepsummit.org/

 

 

 

You must be logged in to post a comment