Homenagem a Maria de Sousa

Maria Ângela Brito de Sousa, cientista, escritora e professora universitária,nasceu em Lisboa em 1939. Licenciou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina de Lisboa em 1963. Logo no ano seguinte foi para Londres com uma Bolsa da Fundação Calouste Gulbenkian, onde fez investigação nos Laboratórios de Biologia Experimental em Mill Hill.   Foi na capital britânica que realizou a descoberta que consta hoje em qualquer manual de imunologia, sobre a diversa distribuição dos linfócitos no organismo humano. Os seus artigos científicos sobre a matéria foram publicados em 1966, em duas das mais conceituadas revistas científicas mundiais, o Jounal of Experimental Medicine e a revista Nature.

A sua carreira de investigadora prosseguiu em 1967 na  Escócia, onde Foi Professora Assistente na Universidade de Glasgow e fez o doutoramento em Imunologia, em 1972. Um ano antes descobriu um fenómeno a que deu o nome de ecotaxis, para designar a capacidade de células de diferentes origens migrarem e organizarem-se em áreas bem delineadas dos órgãos linfóides periféricos. Em 1975 foi para os EUA como professora associada na Escola de Estudos Pós-graduados de Cornell Medical College  e Diretora do Laboratório de Ecologia Celular no Instituto Sloan Kettering de Investigação em Cancro (SKI), ambos em Nova Iorque, nos EUA.  Aqui realizou investigação sobre o sistema imunitário de pacientes com uma doença genética de sobrecarga de ferro, a hemocromatose hereditária. Foi precisamente com esta área de investigação que regressou a Portugal para trabalhar no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar, no Porto, tendo criado o primeiro mestrado em imunologia. Em 1987 torna-se Professora Catedrática de Imunologia neste Instituto.  

Em 1994, foi-lhe atribuído o “Bial Merit Award in Medical Sciences”, pelo trabalho “Contribuição para a Caracterização da Ecologia e da Biologia do Sistema Timo-Dependente: Memórias, Percursos e Esboço de uma nova Teoria”. Em 1995, foi agraciada com a medalha da Ordem do Infante pelo então Presidente da República, Mário Soares, em 2012 a Ordem Militar de Sant’Iago da Espada, pelo então Presidente da República, Cavaco Silva e em 2016 a Grã Cruz da mesma Ordem pelo atual Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa   

Em 2014 publicou o livro, Meu Dito Meu Escrito, sobre ciência e cientistas, que reúne textos escritos ao longo de anos, apresentados em conferências, publicados em revistas e jornais, bem como anotações, dedicatórias e memórias.

Maria de Sousa faleceu a 14 de abril de 2020, vítima de Covid-19.