O Sonho (A Cama) de Frida Kahlo

Frida khalo

O Sonho (A Cama), de Frida Kahlo, é uma pintura a óleo de 1940 onde o sono, o sonho e a morte se entrecruzam com contornos fortemente surrealistas. Na obra,  Frida Kahlo (1907-1954) dorme numa cama que se assemelha ao leito de dossel onde na vida real dormia todos os dias, uma videira trepa pelo seu corpo, num aparente e incerto fio de vida enquanto o esqueleto em cima, desperto e armadilhado, revela implacável a realidade inevitável da morte.

A artista mexicana desdramatizou sempre os sentimentos negros do quadro dizendo que era uma “lembrança divertida da mortalidade”. Na vida real Kahlo dormia com um esqueleto em papel no dossel da cama, estranho artefacto que o companheiro Diego Rivera chamava de “o amante de Frida”.

As características desta obra não podem ser separadas da cultura mexicana que enformava Frida, onde os mortos e os vivos convivem em harmonia e festividade no Dia dos Mortos.

Poucos quadros evocam tão perfeitamente a expressão latina Somnus  est frater mortis (O sono é irmão da morte).

Comments are closed.