Polícias exaustos dormem no chão após 48 horas “non stop”  

Extenuados após controlarem durante horas sucessivas os tumultos em Hamburgo e  garantirem a segurança dos líderes mundiais que se reuniram no G20, a 8 de Julho passado naquela cidade alemã, dezenas de polícias uniformizados foram obrigados a dormir no chão, no átrio de edifícios públicos e privados, por não lhes terem sido dadas outras condições. A fotografia, tirada pelo presidente do sindicato dos policias, Thomas Mohr, partilhada centenas de milhares de vezes no Facebook, não deixa dúvidas (v. foto em cima).

“A fotografia mostra-vos, queridos cidadãos, como a polícia está a ser tratada. É escandaloso que nem sequer nos tenham dado um lugar apropriado para descansarmos após uma operação difícil, que chegou a ameaçar a vida de muitos profissionais “, escreveu o líder sindical como legenda da foto.

Thomas Mohr garantiu que alguns agentes estiveram 48 horas sem dormir para fazer face aos protestos de milhares de activistas contra o espírito do G20 e a gobalização.

A chanceler alemã, Angela Merkel, em total contraste, ficou alojada no hotel Atlantic Kempinski de Hamburgo, unidade de 5 estrelas. Mekel ocupou uma suite de cinco divisões e duas casas de banho, com uma área de 245 m2, cuja diária é 4.600 euros.

A notícia e a foto de Thomas Mohr foram publicadas no jornal britânico Express.

You must be logged in to post a comment