Sono de Ariadne

Sono Ariadne

Sono de Ariadne, a célebre musa helenística, é uma das esculturas mais famosas da Antiguidade, datada do período do imperador romano Adriano (século II DC). É, no entanto, uma cópia de outra escultura, da escola de Pérgamo, do século II AC. Vários críticos defendem que o modelo de inspiração foi a imperatriz do Egipto Cleópatra em virtude da bracelete no braço esquerdo com uma cobra gravada. Há estudiosos que vêem na escultura o retrato inquieto do último estádio do sono, já perto da vigília.  A obra tornou-se o modelo de muitas outras, ao longo de vários séculos, na representação do sono, sobretudo no que diz respeito ao cotovelo erguido acima da cabeça. A escultura encontra-se no Museu do Vaticano, adquirida em 1512 pelo Papa Júlio II.