Teresa Paiva entrevistada por Inês Menezes no “Fala com Ela”

 

unnamed

Numa entrevista de uma hora, Teresa Paiva fala dos problemas do sono “cada vez mais complexos”, reflexo da “ desestruturação das famílias, não só por causa dos divórcios como, sobretudo, da separação das famílias em virtude da  emigração, com um filho em cada país e os pais em Portugal”. A neurologista e especialista em medicina do sono diz que “estamos a perder o paradigma da família, o que vai ter consequências sociais gravíssimas porque hoje não é certo que as pessoas regressem a Portugal ou aqui coloquem as suas reservas económicas, tal como acontecia antigamente.”

Teresa Paiva esteve recentemente no programa de Inês Menezes, “Fala com ela”, emitido na rádio Radar. Durante uma hora de conversa, a neurologista e especialista em medicina do sono, falou da forma como muitas vezes damos um peso excessivo aos nossos problemas. “Digo muitas vezes aos meus doentes que se vivessem por exemplo na Síria, no Iraque, em quase toda a África, em alguns países da América Latina tinham uma vida de longe pior do que a que têm, com mais riscos, mais agressões e mais  violência. Tudo é um bocadinho relativo e temos de nos posicionar em relação a normas de bom senso. Cada problema tem o seu peso e não se pode dar um peso excessivo a um problema menor”.

A problematização excessiva afecta quase sempre a qualidade do sono. Teresa Paiva diz que “a falta  de sono, de um bom sono, afecta o nosso córtex frontal, que tem uma função muito importante na estratégia de tomar decisões. Quando as pessoas não dormem bem esta estratégia fica perturbada”.

Teresa Paiva falou também dos sonhos. “A linguagem dos sonhos caótica é uma forma de o cérebro resolver determinados problemas, de encontrar caminhos, de fazer aprendizagens, de encontrar estratégias de sobrevivência. Esta forma de treinar sem risco é uma enorme vantagem dos sonhos ” referiu.

“A forma como encaramos os sonhos, como um drama ou como estratégia de aprendizagem, como estratégia de sobrevivência é muito importante, à semelhança da forma como lidamos com os problemas do dia-a-dia”, acrescenta.

Em relação aos casos que passam pela sua clínica do sono, Teresa Paiva diz que estes “são cada vez mais complexos.  Estamos a ter marcadas mudanças sociais, uma delas é a desestruturação das famílias. Antes o divórcio era a situação mais comum de desmembramento das famílias, e ainda hoje é uma violência para os pais e filhos.  Mas actualmente há um problema maior que é a separação das famílias em virtude da  emigração, com um filho em cada país, Inglaterra, nos EUA, na Suíça e os pais a ficarem em Portugal. A família desmembrada é um problema muito sério. Estamos a perder o paradigma da família, o que vai ter consequências sociais gravíssimas porque até aqui tivemos uma emigração muito forte mas de pessoas que vinham morrer a Portugal. Hoje não é certo que as pessoas regressem ao país ou aqui ponham as suas reservas económicas, tal como acontecia antigamente”.

Para ouvir a entrevista na íntegra consulte o seguinte endereço:  http://falacomela.podomatic.com/

 

 

 

Comments are closed.