Trabalhadores por turnos mais susceptíveis a infecções

Um estudo do The Wellome Tust-MRC Institute of Metabolic Science (IMS) da Universidade de Cambridge, publicado na revista Proceedings da Academia Nacional de Ciências britânica, concluiu que alguns vírus relacionados com infecções e doenças crónicas se replicam e disseminam melhor nas células do organismo de pessoas que têm o seu relógio biológico interrompido pelo trabalho por turnos, muitas vezes tendo de dormir de dia.

A investigação envolveu ratos infectados em laboratório com herpes em diferentes momentos do dia, com os investigadores a medirem os níveis de propagação do vírus. As cobaias viveram num ambiente controlado, em que doze horas eram de dia e 12 horas de noite.

Os investigadores descobriram que a replicação do vírus nos ratos infectados com herpes logo no início do dia – equivalente ao nascer do sol, quando estes animais nocturnos começam a sua fase de repouso – era dez vezes maior do que em ratos infectados após dez horas de dia, quando as cobaias faziam a transição para a sua fase activa.

Estes resultados podem ajudar a explicar a razão de os trabalhadores por turnos, cujos relógios biológicos são frequentemente interrompidos por muitos trabalharem de noite e dormirem de dia, serem mais propensos a problemas de saúde, incluindo infecções e doenças crónicas.

You must be logged in to post a comment