Um minuto de luz azul são quantos minutos sem sono?

Um novo estudo da autoria de investigadores da Universidade da Califórnia, em São Francisco, envolvendo 653 sujeitos, confirmou os resultados de investigações anteriores de que a luz azul dos dispositivos electrónicos prejudica o sono.

Apurou-se no universo dos 653 sujeitos que estes passam em média 3,7 minutos por hora nos dispositivos electrónicos.

A luz azul destes dispositivos confunde o cérebro, dando-lhe sinais de que é dia e inibe a produção de melatonina,  um hormónio que induz ao sono no início da noite e que   tem o seu pico  entre as três e as cinco da manhã.

Segundo os dados do estudo, publicado na semana passada na revista norte-americana Plos One um minuto num iphone, smartphone ou tablet aumenta em um minuto e meio o tempo que se demora a adormecer.

A investigação fez uma análise mais profunda a 136 participantes com tempos de utilização de dispositivos electrónicos superiores à média e concluiu que cada minuto extra de utilização de  dispositivos electrónicos está associado a uma diminuição na duração do sono de aproximadamente cinco minutos.

 

You must be logged in to post a comment