Um sonho de Maria do Rosário Carneiro

 

maria do rosario carneiro

“O sonho mais elaborado que me lembro, e que já não tenho, era um, em que acabava sempre, qualquer que fosse a peripécia, debaixo da cama a esconder-me sem conseguir pôr uma das pernas. Acordava sempre a puxar a perna que não conseguia esconder.”

Comments are closed.