Um sonho de Mega Ferreira

Mega Ferreira 1

FOTO: BRUNO VEIGA

“Andava com uns amigos meus, não sei quantos e quais, ao ar livre, numa fazenda angolana. Sei que era angolana, porque o sonho assim ma apresentou, da mesma forma que Vila-Matas está seguro de que uma certa chuva que lhe caiu em sonhos era mexicana. De repente, o alarme: hordas de guerrilheiros preparam-se para atacar a fazenda. Corremos para casa, dentro da qual, num instante, e armados até aos dentes, nos encontramos, prontos a defender a vida. Reparo então que, sobre uma mesa, há uma enorme bomboneira cheia de apetitosos rebuçados. Estendo a mão para eles e…acordei! Eu nunca fui a Angola.”

Comments are closed.