“Uma noite sem dormir”

O poeta e escritor José Gomes Ferreira descreve várias insónias no seu diário, de forma crua ou irónica:

“Uma noite terrível sem dormir-enervadíssimo.

Porquê?

A pensar”

30 de setembro de 1969

“Noite de insónia?

(Dormi como um porco)”

7 de Novembro de 1969

in José Gomes Ferreira, Dias, Comuns, volume VIII, Dom Quixote, Lisboa 2017

You must be logged in to post a comment