“Uma soneca, duas sonecas ou três sonecas”

Jorge Leitão Ramos, crítico de cinema e de televisão, diz ao iSleep que “o sono é muito importante”  

O crítico de cinema e televisão refere que  “dorme bem”.

“Não tenho problemas de sono, durmo cerca de seis, sete horas, deito-me por volta da meia-noite, uma e levanto-me às sete, oito horas”.

“O que não quer dizer que já não tenha tido insónias, com problemas, preocupações”, acrescenta.

E tem regras de higiene do sono?

“Nem sempre. Tomo café à noite. Mas deito-me a horas regulares”

Preocupa-o que muitos líderes políticos refiram que dormem pouco?   

“Não valorizo muito essa questão”, diz.

Recorda alguma história divertida com o sono?  

“Nos festivais de cinema, os filmes mais importantes passam de manhã e ao fim da tarde. Por exemplo, às 8 e meia da manhã é essencial os críticos estarem todos presentes. Já os filmes menos importantes, mais chatos, passam depois do almoço. Lembro-me que no Festival de Cannes, nos anos 1980, um critico estrangeiro dizia a rir que em vez de dar uma estrela, duas estrelas, três estrelas ao filme, ia dar uma soneca, duas sonecas ou três sonecas …”

You must be logged in to post a comment