Vénus a dormir

Obra do pintor francês Pierre Paul Prud’Hon (1758-1823), num dos muitos retratos figurativos da Deusa da Beleza e do Amor na História da Pintura. O artista teve duas desilusões profundas na vida, uma pessoal e outra política.  Foi um indefectível de Napoleão e sofreu com a sua queda, afectando também o seu trabalho. Em 1821, o seu amante  Constance Mayer, que sofria de crises de depressão, suicidou-se.     

You must be logged in to post a comment