Sabia que …

 

Theweb Princess

O sono nocturno consiste numa sequência de fases, as quais se podem distinguir por registos de algumas variáveis fisiológicas. Basicamente, podemos separar dois estados  com mecanismos fisiológicos distintos: o sono lento e o sono paradoxal. Este foi descrito em 1955 por Aserinsky e Kleitman. É frequentemente designado por sono REM devido à existência de movimentos rápidos dos olhos, mas também por “sono rápido” ou “dessincronizado”. Esta última designação provém do facto de o electroendefalograma apresentar pequena amplitude, sem uma frequência dominante.

O sono lento, também designado sono NREM (non REM)e outras vezes sono “sincronizado”, “sossegado” ou “tranquilo” é caracterizado por um electroencefalograma em que dominam as frequências  baixas (teta ou delta). Diferenças nas características do electroencefalograma durante o sono lento conduziram à sua subdivisão em fases.

Partilhar: