Raparigas com mais dificuldades de adormecer que os rapazes

 

adolescente1

O Health Behaviour in School-aged Children, estudo elaborado no quadro da Organização Mundial de Saúde e esta semana divulgado em Portugal, avalia  hábitos, consumos, comportamentos dos adolescentes de vários países, com impacto na saúde física e mental, em diferentes fases de crescimento: aos 11, aos 13 e aos 15 anos.

O estudo foi coordenado em Portugal pela psicóloga  e investigadora  Margarida Gaspar de Matos.

A dificuldade em adormecer dos jovens portugueses também foi avaliada. A proporção dos nossos jovens que têm dificuldade em adormecer mais do que uma vez por semana teve os seguintes resultados:

Rapazes de 11 anos – 8%

Raparigas de 11 anos – 13%

Rapazes de 13 anos – 11%

Raparigas de 13 anos – 17%

Rapazes de 15 anos – 11%

Raparigas de de 15 anos – 27%

Portugal obteve resultados bastante satisfatórios, se comparado com países onde os jovens têm mais dificuldades em adormecer, como França, Suécia e Canadá, com proporções por vezes acima dos 40 por cento.

A recolha para o estudo em Portugal foi feita em escolas com 6.º, 8.º e 10.º anos, tendo participado 6 mil adolescentes.

Noutros índices, como o mal-estar psicológico, tristeza, stress, insatisfação com a vida, Portugal obteve proporções muito altas, com as raparigas a terem também aqui piores resultados do que os rapazes.

 

Partilhar: