A dormir

Obra da pintora surrealista checa, Toyen, pseudónimo de Marie Čermínová (1902-1930) que deriva da palavra francesa Citoyen (Cidadão) retrata a entrega ao sono ao dormir, penetrando nas brumas do inconsciente. A rede de borboletas, um dos símbolos mais utilizados no surrealismo, presta-se a interpretações variadas, como a de caçar sonhos.  A obra, executada em 1937, pertence a um colecionador privado.

 

 

Partilhar: