A privação crónica do sono prejudica o desenvolvimento ósseo

Um estudo de várias instituições de saúde e de ensino de Pequim, na China, sugeriu que a privação do sono prolongada pode prejudicar o desenvolvimento ósseo nos humanos, designadamente nos jovens.

A investigação, publicada no site da Dove Medical Press, realizou-se com 40 ratinhos de laboratório em crescimento, com 5 semanas de idade, divididos  em dois grupos, um que foi submetido a privação do sono por métodos mecânicos durante seis semanas e outro como grupo de controlo, com sono natural.

Os fémures do grupo de ratinhos submetido a privação do sono tiveram menor crescimento, o que implicou também menor peso corporal.

Já os ratinhos do grupo de controlo tiveram um desenvolvimento ósseo e um ganho de peso normais.

Os investigadores consideram que este estudo com os ratinhos é um excelente indicador para sugerir idênticos efeitos da privação de sono nos humanos.

Pode ler a investigação na íntegra no seguinte endereço electrónico:

https://www.dovepress.com/chronic-sleep-deprivation-impaired-bone-formation-in-growing-rats-and–peer-reviewed-fulltext-article-NSS

 

 

Partilhar: