Antonio Culebras: “Os problemas do sono ameaçam 45% da população mundial”

 

Antonio Culebras e Liborio Parrino, ambos co-presidente do Dia Mundial do Sono 2016, que se assinala a 18 de março, escrevem um artigo sobre a efeméride em que convidam os centros do sono de todo o mundo a destacar os comportamentos de higiene do sono essenciais à preservação da duração e qualidade do sono. O lema do Dia Mundial do Sono deste ano é  ” Uma boa noite de sono é um sonho acessível.”

“Bem-vindo ao World Sleep Day de 2016, que hoje se assinala. O lema deste ano — “uma boa noite de sono é um sonho acessível” — exprime um anseio que hoje só é uma realidade para apenas 1/3 da população mundial. O bom sono é um um dos pilares da saúde, juntamente com uma dieta equilibrada e exercício físico adequado. Quando o sono não funciona, a saúde degrada-se. Os problemas no sono e os problemas de saúde diminuem a qualidade de vida das pessoas e são uma ameaça para a sua felicidade.

O Dia Mundial do Sono é um evento anual promovido pela Associação Mundial de Medicina do Sono, para aumentar a consciencialização sobre os distúrbios do sono e os seus efeitos negativos sobre a vida das pessoas.

A maioria dos distúrbios do sono são evitáveis ou tratáveis, mas menos de um terço dos doentes a nível mundialprocura ajuda profissional. Os problemas do sono constituem uma epidemia global que ameaça a saúde e a qualidade de vida de  45% da população do mundo. A melhor compreensão sobre as condições do sono e uma maior investigação nesta área da medicina é essencial para diminuir os números dos distúrbios do sono no mundo.

Os três factores essenciais para um sono de boa qualidade são:

— a duração do sono deve ser suficiente para descansar o suficiente e estar alerta no dia seguinte.

— os ciclos de sono devem ser contínuos, sem interrupção.

— O sono deve ser profundo o suficiente para ser restaurador.

O Dia Mundial do Sono 2016 é uma oportunidade excelente a nível mundial para unir e mobilizar forças. Convidamos os centros do sono em todo o mundo a destacar que os comportamentos de higiene do sono são essenciais à preservação da duração e qualidade do sono.

A Associação Mundial de Medicina do Sono emitiu regras de higiene do sono que estão contidos nos 10 Mandamentos do sono. Estas regras destinam-se a preservar um sono profundo através de boas condições ambientais ao nível da temperatura e ruído nos quartos, do conforto das camas, da consciência de que os dispositivos electrónicos podem afectar o bom sono. O objectivo é desenvolver competências nas pessoas para ter um sono adequado que se reflicta no seu bem-estar geral.

Os centros de sono de todo o mundo também são convidados a dizer aos utentes que uma respiração regular durante o sono é fundamental para o bem-estar e saúde. A interrupção frequente da função respiratória durante o sono é um distúrbio comum e generalizado, chamado de apneia do sono, que afeta 17% dos homens e 9% das mulheres na meia-idade e idosos. Os centros do sono oferecem procedimentos, emitem diagnósticos e fornecem recomendações para controlar a apneia do sono.

O bom sono facilita a preservação da saúde mental. Os distúrbios do sono são um fator de risco para vários transtornos mentais, como a depressão e a ansiedade. Por sua vez, o controlo destas doenças melhora a qualidade do sono.

A falta de qualidade do sono pode levar a um deficiente estado de alerta, a problemas de atenção e concentração, a uma reduzida produtividade escolar e académica, aumentando ainda o risco de acidentes de viação.

Voltamos ao lema do Dia Mundial do Sono 2016 ” Uma boa noite de sono é um sonho acessível.”

Encorajo-vos a juntarem-se a este dia e contribuírem para melhorar e facilitar a saúde e felicidade em todas as partes do mundo.

 

Antonio Culebras, co-presidente WSD2016

Liborio Parrino, co-presidente WSD2016