Arianna Huffington: “A privação do sono é o fumar do século XXI”

 

At the Fortune Most Powerful Women Summit in Laguna Niguel, CA.

FOTO: ASA MATHAT

Arianna Huffington, editora chefe do site The Huffington Post, mantém a sua  cruzada por um bom sono, apresentando em vários palcos mediáticos dos EUA o seu livro “A Revolução do Sono”.

Na semana passada esteve no programa de televisão Acess Hollywood, referindo que há hoje em vários círculos a ideia perigosa “de que a privação do sono tem um certo glamour, tal como tinha o fumar nos anos 1950”.   Arianna Huffington diz que é preciso lutar contra este padrão cultural, que está a afectar a saúde de milhões de pessoas por todo o mundo.

“A ciência mostra que o sono é um  grande potenciador de desempenho. Quando nós acordamos de um bom sono, retemperados, a nossa saúde é melhor, produzimos e criamos melhor e estamos mais felizes”, acrescentou.

A jornalista, ex-mulher  do milionário e político Michael Huffington , tinha uma vida agitadissíma há dez anos, repleta de afazeres, dormindo apenas três ou quatro horas por noite. Um dia teve um acidente em virtude do cansaço extremo e mudou a sua vida radicalmente. Diminuiu os compromissos, passando a dizer “não” a muitas actividades mundanas, e passou a dormir religiosamente sete ou oito horas por noite.

Arianna lançou recentemente um concurso em que o prémio é dormir no seu apartamento de Manhattan, em Nova Iorque, que transformou num autêntico santuário do sono. O vencedor será aquele que tiver o comentário mais criativo sobre a frase: “o que faria no seu dia se tivesse mais horas de sono à noite”.

A editora do The Huffington Post, norte-americana de ascendência grega, descreve assim o seu quarto:

“não é um templo grego, mas é o mais aproximado que eu poderia ter.  O meu próprio templo privado para dormir no meio de uma cidade que se diz que nunca dorme. A noite começará com um jantar grego com todos os ingredientes naturais que irão prepará-lo para o sono. Depois  irá retirar-se para o quarto, com uma cama de dossel, travesseiros e mesas de cabeceiras com muitas flores e velas. Também há um despertador analógico à moda antiga (não são permitidos dispositivos digitais) e um pequeno caderno para escrever os sonhos que tiver a meio da noite”.

A casa, segundo Arianna Huffington, tem diversas regras:

 

1 —  manter o quarto escuro, silencioso e fresco.

2 – ter roupas  práticas para dormir.

3 –  os dispositivos electrónicos estão fora do quarto

4 – são proibidos animais de estimação na cama

5 – são proibidos medicamentos para dormir

6 – são  proibidos livros de trabalho