“Sabia todos os tipos de sono”

A escritora Agustina Bessa Luís escreve sobre o sono através de uma personagem do seu romance “Um Cão que Sonha”. “Dormia com excessiva regularidade. Às onze da manhã, tendo acordado às sete, já tirava uma hora de sono. Assim como … Ler Mais

“A lua só dorme de dia”

Elizabeth Bishop (1911-1979), poetisa norte-americana, escreve um poema intitulado “Insónia”: “A lua no espelho da cómoda está a mil milhas, ou mais (e olha-se, talvez com orgulho, porém não sorri jamais) muito além do sono, eu diria, ou então só … Ler Mais

“Ninguém conseguia dormir”

É esta a primeira frase do mais famoso romance do escritor norte-americano, Norman Mailer, “Os Nus e os Mortos”, que relata a experiência do próprio como militar das forças aliadas nas Filipinas, durante a II Guerra mundial. Na guerra é … Ler Mais

O sonho é …

O escritor, poeta e cantor José Jorge Letria escreve um livro infantil inteiramente dedicado ao sonho. “(…) O sonho é um livro a cantar como se tivesse voz O sonho é uma árvore com ramos que tocam as estrelas O … Ler Mais

“Um galo a cantar antes de adormecer”

O escritor norte-americano John Steinbeck descreve os muitos sons que se podem ouvir antes de adormecer no seu romance “Batalha Incerta”. “Deitaram-se no quarto às escuras. No exterior  os homens esperavam e o murmúrio das suas vozes trespassava as paredes … Ler Mais

“Levantou-se um pouco atordoado”

O escritor brasileiro Machado de Assis escreve sobre uma noite mal dormida no seu romance Iaiá Garcia: “Tentou refugiar-se no sono. O sono rejeitou-o de si. Então fumou, desceu à chácara,  fatigou o corpo para melhor adormecer o espírito; mas … Ler Mais