“Dormir pouco, dormir mal e dormir de mais aumentam risco de AVC”

Teresa Paiva participou no 11º Congresso do AVC, organizado pela Sociedade Portuguesa do Acidente Vascular Cerebral que se realizou no Porto de 2 a 4 de Fevereiro.

A neurologista e especialista em medicina do sono alertou que tanto o “dormir pouco, como o dormir mal e o dormir de mais aumentam o risco de hipertensão arterial e AVC”.

O dormir pouco ou dormir mal pode  ter como causas a falta de exercício físico matinal, a falta de exposição solar de manhã, o trabalho excessivo, a utilização de dispositivos luminosos antes de deitar.

Já o dormir de mais pode dever-se a narcolepsia ou hipersónia.

Há vários estudos internacionais que sustentam estes riscos. Uma investigação norte-americana realizada em 2008, envolvendo vários institutos de saúde  e em que participaram 93 mil mulheres entre os 50 e os 79 anos(uma amostra muito significativa) sugeriu que tanto o sono com duração inferior a seis horas por noite como o sono superior a nove horas por noite aumentam o risco de hipertensão arterial e de AVC.

Partilhar: