“Durmo sumptuosamente”

Miguel Sousa Tavares recorda no seu livro “Não se encontra o que se procura”, diário e apontamentos do jornalista  e escritor, uma noite de sono perfeito.

“23 de Agosto

Finalmente, apanho bom tempo no Algarve, este Verão. Dias de sueste: água a 23 graus, o norte adormecido, os pequenos almoços na marina ou em casa, arrastados, o peixe magnífico na praça, de manhã, os fins de tarde no computador, trabalhando em calções de banho, a cozinha ao final do dia, a música no terraço, à noite. E durmo sumptuosamente, embalado pelos sons das rolas e da brisa fugaz dos pinheiros. Podia ficar assim para sempre. Mesmo sabendo que ainda há tanta África à minha espera …”

in Miguel Sousa Tavares, Não se encontra o que se procura, edição Clube do Autor, Lisboa 2014

Partilhar: