“É terrível as crianças fazerem exercício à noite”

Teresa Paiva esteve na semana passada no programa de rádio na TSF “Pais e Filhos”. “Deitar tarde, deitar a horas irregulares, cortar no sono, pensar que cortando no sono se tem maior sucesso, pensar que podemos brincar com o sono quando nos apetece, que podemos dormir menos e ensinar as crianças a dormir menos é um comportamento muito arriscado que tem consequências muito negativas para a saúde de cada um e para a sociedade em geral”, disse a neurologista e especialista em medicina do sono.

Teresa Paiva identificou vários “ladrões do sono” para as crianças e adolescentes: trabalhos da escola a mais, actividades extra curriculares a mais, os pais chegarem cedo e saírem tarde do trabalho, o trânsito das grandes cidades, os multimédia.

“A outra coisa terrível, mesmo terrível é fazerem atividades físicas à noite”, acrescentou. “Isso tem inconvenientes enormes: a criança vai jantar depois das 10 da noite, vai cortar no sono, vai para a cama com a temperatura do corpo demasiado elevada, e ninguém dorme bem quando a temperatura do corpo está alta, e além disso a luz das piscinas e dos campos de futebol bloqueia a melatonina”.

“Se querem ser felizes, se querem que os vossos filhos sejam felizes, se querem ter saúde, se querem que os vossos filhos tenham saúde, se querem ter sucesso e se querem que os vossos filhos tenham sucesso, primeiro que tudo, durmam e depois sejam felizes”, concluiu Teresa Paiva.

Partilhar: