Está fatigado? Pode ser da hora de Verão

A mudança para a hora de verão que ocorreu  sábado passado em Portugal, adiantando uma hora os relógios, poupa energia ao país por aproveitar mais a luz solar mas pode ter efeitos nocivos na qualidade sono.

“A mudança para a hora de verão implica uma privação de sono de uma hora,  podendo  causar nos primeiros dias cansaço, dor de cabeça, sonolência  e sensação de sono pouco reparador”, diz Teresa Paiva

“Há resultados, ainda que contraditórios, em relação à maior prevalência de acidentes de viação nos dias seguintes à mudança da hora de Verão. Também de enfartes de miocárdio”, refere a neurologista e especialista em medicina do sono .

“A alteração para a hora de Verão aumenta também o cyberloafing, o ‘vadiar’ pela internet, provavelmente em  consequência da privação de sono” conclui.

Um estudo da Neuroscience Letters refere que a qualidade do sono diminui devido ao facto de as pessoas dormirem uma hora a menos na hora de Verão, o que provoca sonolência durante o dia.

Durante a primeira semana do horário de Verão há tendência a verificarem-se mais ataques de coração devido ao aumento do stress, refere um estudo publicado no The American Journal of Cardiology.

Por sua vez, as alterações no padrão de sono diminuem o estado de alerta, o que aumenta os acidentes rodoviários, segundo estudos de vários organismos realizados na Finlândia. .

Também os acidentes laborais ocorrem com maior frequência e têm maior gravidade logo após a mudança para a hora de Verão, segundo um estudo publicado no Journal of Applied Psychology.

 

Partilhar: