Exposição a luz durante o sono aumenta risco de obesidade, diabetes e hipertensão 

Um estudo da Universidade de Northwestern, em Chicago, nos EUA, concluiu que maior exposição das pessoas à luz durante o sono faz com que sejam mais propensas a sofrerem de obesidade, diabetes e hipertensão em comparação com aquelas que não são expostas a luminosidade durante a noite.

A investigação, publicada em Junho de 2022 na revista Sleep, envolveu 552 participantes entre os 63 e os 84 anos, a quem foi colocado um actígrafo durante sete dias para avaliar o nível de exposição à luz. No final da experiência, os participantes avaliaram a pressão arterial, o peso e os níveis de colesterol e glicose.

Menos de metade dos 552 participantes do estudo tiveram um período de cinco horas sem luminosidade em 24 horas.

Mais de metade dos participantes estiveram expostos à luz, mesmo durante o tempo em que estavam a dormir. Foi este grupo que teve valores piores na pressão arterial, peso e glicose no sangue. Os investigadores atribuem estes resultados à utilização de luzes no quarto de dormir, eventualmente como precaução dos participantes, já idosos, em não caírem quando se levantam  ou vão à casa de banho.

Pode ler o artigo da investigação na íntegra no seguinte endereço electrónico:

https://academic.oup.com/sleep/advance-article-abstract/doi/10.1093/sleep/zsac130/6608953?redirectedFrom=fulltext

 

 

 

 

Partilhar: