“A maioria dos nossos sonhos são sobre as interacções com os outros”

A médica neurologista e especialista do sono Teresa Paiva participou no programa da Antena 1 “Só Neste País…”, que foi para o ar a 19 de Novembro.

Teresa Paiva disse que “quando a gente dorme o nosso cérebro faz coisas muito melhores que em vigília, reorganiza as nossas vidas muito melhor do que quando estamos acordados”.

Os sonhos são uma das provas que o sono é essencial. “Um cientista pode chegar a uma conclusão durante o sonho, um músico pode descobrir notas para a sua composição. Uma preocupação, um problema, é assim resolvido.  Há provas científicas que isto acontece. É uma epifania onírica”, refere a especialista.

A esmagadora maioria de nós sonha. “Em 85 por cento dos testes de sono, as pessoas são acordadas a meio da noite e dizem que estão a sonhar”

É preciso não esquecer que “para nos lembrarmos dos sonos temos de acordar, as pessoas que dizem que não sonham é porque dormem bem. No entanto, também há pessoas doentes que não sonham, perdem essa capacidade”, acrescenta.

“Aquilo com que que mais sonhamos são as interacções com os outros, uma conversa, uma discussão”, diz Teresa Paiva.  “Os sonhos recorrentes, como cair num abismo, perder-se no caminho são resultado de preocupações, de pessoas que se sentem em risco, que podem estar deprimidas”, adianta.

“A seguir a um trauma, um desastre, um roubo, é normal que a  pessoa sonhe com o que aconteceu, que não é igual ao que se passou na realidade. Uma rapariga que foi violada vai sonhar como se defende do violador. Demonstra a nossa capacidade de lutar contra quem nos fez mal” diz a especialista do sono.

Já “as crianças sonham com animais e monstros, antigos predadores de  quando se vivia nas cavernas” refere.

“Quando estão nas barrigas das mães, os bebés sonham em 80 por cento do tempo. Quando nascem, têm comportamentos que lhes asseguram a sobrevivência. Temos memórias nos nossos genes, que asseguram a sobrevivência da espécie”, diz Teresa Paiva.

Pode ouvir a entrevista na íntegra no seguinte endereço electrónico:

http://www.rtp.pt/play/p2067/so-neste-pais

Partilhar: