“Não obstante a tempestade, dorme tranquilamente”

O Papa Francisco lembrou na sua Homilia de 27 de março de 2020, o episódio da Tempestade, no Evangelho de São Mateus, quando Jesus Cristo, perante a tragédia eminente, é acordado pelos apóstolos, metáfora do Papa para os tempos que se vivem com a Pandemia Covid-19. Francisco fez a sua homilia perante uma Praça de São Pedro deserta face às medidas de confinamento da população decretadas em todo o mundo.             

O episódio da Tempestade é assim retratado na Bíblia: “De repente abateu-se uma violenta tempestade sobre o mar, de forma que as ondas inundaram o barco. Jesus, porém dormia. Os discípulos foram acordá-lo, pedindo: Senhor, salva-nos! Vamos morrer! Ele perguntou: Por que razão estão com tanto medo, homens de pouca fé. Então Ele levantou-se e repreendeu os ventos e o mar e fez-se bonança” (Evangelho Segundo São Mateus (Mateus 8:23-27).

O Papa Francisco referiu o seguinte na sua homilia. “rever-nos nesta narrativa, é fácil; difícil é entender o comportamento de Jesus. Enquanto os discípulos naturalmente se sentem alarmados e desesperados, Ele está na popa, na parte do barco que se afunda primeiro… E que faz? Não obstante a tempestade, dorme tranquilamente, confiado no Pai (é a única vez no Evangelho que vemos Jesus a dormir). Acordam-No; mas, depois de acalmar o vento e as águas, Ele volta-Se para os discípulos em tom de censura: ‘Porque sois tão medrosos? Ainda não tendes fé?’ (4, 40)”.

Pode consultar a homilia do Papa Francisco no seguinte endereço electrónico:

https://www.vaticannews.va/pt/papa/news/2020-03/papa-francisco-homilia-oracao-bencao-urbe-et-orbi-27-marco.html