“Não se deve dormir com animais quando estes são disruptivos”

Teresa Paiva foi uma das entrevistadas da revista Sábado de 01.12.2021, no âmbito de um artigo desta publicação sobre dormir com animais de companhia.

A neurologista e especialista em medicina do sono, referiu que “não existe uma regra sobre este tema” mas advertiu “que quando se trate de uma situação em que o sono do cão é interrompido pelo animal este deve ser ensinado a não o fazer. Caso isso não aconteça então só há uma solução: deve deixar de dormir com a pessoa”.

Teresa paiva recomenda que “não se durma com vários animais ao mesmo tempo, porque podem existir brigas entre os animais e pode até ser perigoso. Já recomendei a pacientes que deixassem de dormir com os animais quando estavam vários na cama ao mesmo tempo, ou quando os animais são disruptivos, por exemplo ladram ou miam durante a noite e acordam a pessoa”. Refira-se que as perturbações do sono que envolvem dormir com animais até têm direito a nome em inglês: a dogsomnia.

Teresa Paiva defendeu ainda no artigo da revista Sábado que o convívio com os animais pode ser muito benéfico, especialmente para pessoas sozinhas

Partilhar: