“Nunca tomei um comprimido para dormir”

Teresa Paiva falou sobre o seu sono na palestra que deu na Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa em 28 Julho de 2017 sobre o sono das figuras públicas, no âmbito da conferência “Temas, Controvérsias e Desafios” da Medicina do Sono.

A neurologista e especialista em medicina do sono disse: “eu, que não sou figura pública, mas sou um bom exemplo do envelhecimento ativo, afirmo que já tive insónias, mas nunca tomei um comprimido para dormir, durmo bem e adoro dormir, o sono é a minha fonte de saúde e de energia, faço power naps se necessário e não uso por regra despertador”

Também na entrevista que deu à jornalista Isabel Lucas no “Público”, em 17 de Agosto de 2017, Teresa Paiva referiu:  “Eu durmo muito bem. Nunca tomei um remédio para dormir e já tive muitas insónias devido a doenças graves e tive várias alterações na vida que alteram o sono, tive três filhas”.

A especialista em medicina do sono também falou sobre a sua higiene do sono: “tenho horas mais ou menos certas para dormir e para acordar. Sou um bocadinho noctívaga e tenho de ter muito cuidado para não me deitar tarde. Tenho um cuidado objectivo. Actualmente, a coisa corre bem. Deito-me entre a meia-noite, meia-noite e meia. Às vezes, à uma. Quando estou muito cansada a trabalhar aqui, durmo uma sesta de 20 minutos e fico porreira. São as power naps. Durmo sete, oito horas, o que com a minha idade significa dormir muito bem. E ao fim-de-semana, eventualmente, se estou cansada, durmo mais”.

Partilhar: