“O regime híbrido de trabalho piorou o meu sono”

Os visitantes do iSleep respondem ao barómetro da nossa plataforma digital sobre a qualidade do seu sono.

“Sempre dormi bem, alguns sonhos mas nada demais. Durante o confinamento e o teletrabalho não tive qualquer alteração no sono. A única perturbação que tenho desde há três anos é o meu gato que me acorda entre as quatro e as seis da manhã, impreterivelmente! Mas o problema maior começou recentemente quando a entidade patronal decidiu fazer regime híbrido de trabalho, uma semana em casa e outra na empresa. Na semana em que vou à empresa tenho de acordar ainda mais cedo do que antes da pandemia porque há um acréscimo de trânsito motivado pela adesão em massa às viaturas particulares em detrimento dos transportes públicos. Assim, na semana da empresa levando-me às seis e na semana que estou em teletrabalho levanto-me às oito (mas o sono é sempre interrompido por causa do meu gatinho). Desde que há este regime híbrido que comecei a sonhar mais, coisas esquisitas, parece às vezes um filme de ficção científica e acordo diariamente cansada e com a sensação que não dormi”, diz uma visitante.

Partilhar: