O sono também se aprende

Andy

Ao longo dos últimos seis anos, o Projeto Sono Escolas, uma iniciativa conjunta da Professora Teresa Paiva, da Professora Helena Rebelo Pinto e da psicóloga Teresa Rebelo Pinto  tem difundido por todo o país os conceitos científicos básicos sobre os mecanismos e funções do sono, promovendo e apoiando iniciativas variadas de Educação do Sono.

Partindo da ideia de que o sono também se aprende e de que o conhecimento científico é acessível a todas as idades, são muitos os frutos deste projeto. Professores bibliotecários, de português, biologia, matemática, educação visual e física, enfermeiros de saúde escolar, vereadores da educação e da juventude, todos se têm empenhado em introduzir estratégias de melhoria dos hábitos e atitudes face ao sono.

A criatividade das ações desenvolvidas é notória, incluindo debates, peças de teatro, “Olimpíadas do sono”, construção de mascotes e maquetes do quarto ideal, exposições com pinturas e esculturas de sonhos reais ou imaginados ou mesmo autênticas campanhas publicitárias a favor de um sono com qualidade.

A sessão mais recente, que decorreu no passado mês de Maio, na Marinha Grande, voltou a demonstrar o sucesso do Projeto. No recentemente recuperado auditório do edifício da Resinagem, cerca de 40 adultos e jovens puderam tirar as suas dúvidas e esclarecer alguns mitos sobre o funcionamento do sono. Num contexto escolar em que tantos alunos adormecem durante as primeiras aulas da manhã ou em que os pais muitas vezes se deitam primeiro que os filhos, com dificuldade em regular os seus horários de sono, foi importante aprender como se podem contrariar todos os “maus-tratos” ao sono.

Os professores e vereadores presentes na iniciativa aproveitaram ainda para reflectir como se poderia olhar para este tema de forma sistemática, por exemplo nos diagnósticos de necessidades que se aplicam anualmente em meio escolar, no início de cada ano letivo.

Teresa Rebelo Pinto

Psicóloga, Projeto Sono Escolas

Partilhar: