Sabia que…

jet lag jeff

Os sintomas de jet lag, ou seja a dessincronização horária entre o relógio interno biológico e o relógio exterior ou ambiental,  são a fadiga, insónia e sonolência, dificuldade de concentração, perturbações do humor, falta de apetite, alterações gastrointestinais e alterações de desempenho.

Para facilitar a  adaptação recomenda-se não dormir durante o voo e tentar deitar mais tarde, à hora local. Com isto aumenta-se a pressão do sono e acordar-se-à mais tarde, a uma hora mais próxima do local da viagem. Quando se faz a viagem de volta  recomenda-se o contrário: fazer a viagem de noite e dormir durante a viagem.

As viagens para  leste, que fazem o nosso relógio andar para trás, têm uma adaptação mais difícil e mais longa que as viagens para oeste. Para as primeiras recomenda-se avançar a fase nos três dias anteriores, de uma ou duas horas por dia, com luz matinal (5000 lux) e melatonina à tarde.

Há uma grande variabilidade individual na capacidade de adaptação circadiária. Os noctívagos adaptam-se melhor que os matutinos.

Partilhar: