Sabia que …

Desde os primeiros estudos mundiais até aos mais recentes, os dados revelam que 30 a 45 por cento da população adulta relata um ou mais sintomas de insónia, consistindo em dificuldade para iniciar o sono, dificuldade em manter o sono, acordar muito cedo ou, em alguns casos ainda que menores, sono de má qualidade ou não reparador.  Cerca de 10 a 15 por cento dos adultos com insónias queixam-se que estas prejudicam as suas actividades durante o dia. As mulheres apresentam cerca de 1,2 a 2,3 vezes maior probabilidade de manifestar a insónia do que os homens.

 

Partilhar: