O sono dos idosos

As queixas de sono dos idosos incluem acordar muito cedo, sono interrompido ou muito leve, aumento de períodos em vigília durante a noite, redução do tempo de sono e sonolência excessiva diurna. O sintoma mais referido é, porém, a interrupção frequente do sono, possivelmente resultado de uma mudança dependente da idade na homeostase do sono e no processo de manutenção da vigília. Os idosos queixam-se frequentemente de despertares longos, com mais de 30 minutos de duração, e tendência a permanecer muito do tempo na cama acordados . As pessoas de idade mais avançada relatam também maior facilidade de despertar por sons, sugerindo uma maior responsividade a estímulos ambientais durante o sono. Há um prejuízo da manutenção e da profundidade do sono e, por consequência, os idosos caracterizam o próprio sono como mais leve e frágil.

 

 

Partilhar: