Sono duplica eficácia da memória dos estudantes

VivaRussiaRed

Um estudo recente publicado na Revista Córtex, envolvendo centenas de estudantes, concluiu que o sono aumenta para o dobro a probabilidade de a memória humana recordar informações que lhe são transmitidas.

Os voluntários que participaram no estudo foram desafiados a recordar palavras determinadas que tinham sido proferidas em duas situações, imediatamente antes de uma noite de sono ou após 12 horas de vigília. Os estudantes que dormiram foram muito melhores a recordar as palavras do que os participantes que tinham permanecido acordados.

Nicolas Dumay, professor de psicologia na Universidade de Exeter, no Reino Unido, considerou, em declarações ao jornal britânico “The Guardian” que  “a melhoria na acessibilidade da memória revelada neste estudo pode sugerir que esta é processada eficazmente durante o sono de forma a retermos informação que consideramos importante.”

“Devem ser feitos mais estudos deste  género  de modo a aprofundar o papel do sono para uma melhor memória numa ampla gama de contextos, para tirar partido daquele” acrescenta Nicolas Dumay.