Teresa Paiva dá conselhos sobre o sono das crianças

Teresa Paiva 6

Teresa Paiva dá alguns conselhos sobre o sono das crianças, em vésperas de se assinalar a 1 de Junho mais um Dia da Criança.

Algumas crianças não podem dormir de noite porque têm o sono, as sestas e o dia-a-dia mal organizado. Adormecem muito tarde. Isto acontece porque os pais chegam tarde a casa e querem brincar com os filhos, mas este hábito, muito português, é péssimo. Como se deitam à uma ou duas da manhã e têm de acordar às sete ou oito horas para  ir para a creche, o episódio principal de sono está muito encurtado (cinco a seis horas) e por isso na creche ou na ama a criança vai dormir toda a manhã para compensar. Almoça e já não dorme a sesta porque acabou de dormir várias horas. Vai então adormecer ao fim da tarde, atrasando por isso o adormecimento nocturno.

Para resolver estes problemas é necessário ajustar as sestas e os horários de sono, com pequenas mudanças. Temos uma sugestão: na ama/creche só deve dormir a sesta a seguir ao almoço, entre as 12.30  horas e as 15. 30 h. As crianças ficarão então despertas para o resto da tarde e terão sono mais cedo. Uma criança de poucos meses ou anos deverá deitar-se entre as 10 h e as 11 horas da noite e não depois disso. Isto implica que a criança jante pelas oito horas, ficando em seguida cerca de duas ou três horas para estar com os pais trabalhadores. É desejável  tomar banho antes de ir para a cama, porque isso estabelece uma rotina ou ritual de dormir.

Dar biberões de noite vai fragmentar o sono, porque a criança terá mais vontade de fazer chichi e dormirá com o estômago cheio. Por isso os biberões deverão ser reajustados, começando por um ao deitar e acabando de imediato com o do meio da noite.

Partilhar: